Ajuruteua

Ajuruteua

quinta-feira, 1 de março de 2012

"JANELAS DE MARÇO" - RONALDO FRANCO

Uma janela sem pudor
ora sendo amor
ora sendo esperas
sendo horas:vazias


A coreografia da solidão
começa aí
(pois só a dança dos pensamentos
nos cura do só)


Silêncios:
do que emerge do sossego
da saudade
do que imerge no medo
da cidade


Essa mulher que abre o livro
para ouvir a voz das letras


Olhando as consoantes > lá fora
Com claras vogais > por dentro


Não importa que os meus olhos só alcancem a janela:
os meus pensamentos vão mais longe que as minhas pernas...


Uma linda homenagem a todas nós mulheres nesse março que nos festeja.

Muito obrigada, Poeta querido!

Sobre o autor:
Ronaldo Sérgio Batista Franco nasceu em Belém. Jornalista por excelência, é considerado pela intelligentsia paraense como um artesão das palavras. Um trabalhador sem relógios. Ronaldo Franco também é poeta, escritor, blogueiro e ativista cultural. Atualmente escreve no Caderno "Por Aí" do jornal "O Diário do Pará".

Um comentário:

  1. Sua delicadeza e atenção com esse seu amigo Ron >> emociona-me. E muito.
    Obrigadíssimo, Poeta Lígia.

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com