Ajuruteua

Ajuruteua

quinta-feira, 30 de junho de 2011

ARRAIAL DO PAVULAGEM RECEBE ARTISTAS DO CONEXÃO VIVO


Artistas do CONEXÃO VIVO encerram cortejo do Arraial do Pavulagem

Arraial do Boi Pavulagem se despede da quadra junina neste domingo, 3 de julho, em show de encerramento cheio de participações especiais

Lia Sophia, Felipe Cordeiro, Nilson Chaves e Iva Rothe são algumas das atrações do show de encerramento da quadra junina do Arraial do Pavulagem. Neste domingo, 3 de julho, o Arraial sai pelas ruas de Belém com o último Arrastão do Boi Pavulagem de 2011, em que são esperadas 40 mil pessoas. O cortejo celebra os 25 anos de atividades culturais do grupo na Amazônia. O evento começa às 9 horas com uma roda cantada, na concentração do folguedo realizada na Praça dos Estivadores, na rua Boulevard Castilhos França, esquina com a avenida Presidente Vargas.

Os artistas convidados, assim como o Arraial do Pavulagem, integram o programa CONEXÃO VIVO, que reúne centenas de projetos musicais de todo o Brasil. São shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.

Imagem de Elcimar Neves
A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da Política Cultural da Vivo, patrocinadora oficial do Arrastão do Pavulagem, através de Lei Semear, da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, Secretaria de Estado de Cultura e Governo do Pará. Neste domingo, os mastros de São João, erguidos no último dia 12 de junho na Praça da República, serão derrubados, simbolizando o enceramento da quadra junina do Pavulagem, que este ano conta ainda com o apoio da Prefeitura de Belém e a Musikart Produções.

“Os mastros expressam e demarcam o lugar da tradição oral, a força da fé que se renova. É homenagem, respeito, partilha. O mastro é levantado na Praça da República, como um marco simbólico de resistência e perseverança em defesa da cultura popular, fica hasteado até o final dos cortejos, quando ocorre a derrubada desse totem com a perspectiva de renovação e a vinda de dias melhores”, explica Walter Figueiredo, pesquisador e produtor da ONG criada e 2003 pelos músicos do Arraial, o Instituto Arraial do Pavulagem.

Cerca de 15 mil pessoas tem acompanhado todos os domingos o Arrastão do Pavulagem, que reverencia a cultura popular brasileira, reinterpretando e ressignificando os elementos das festas juninas. O crescimento de público no evento tem ocasionado uma preocupação cada vez maior por parte dos organizadores da brincadeira. A estimativa para o último Arrastão gira em torno de 30 mil pessoas, o que significa a consolidação de parcerias com os poderes público e privado, e com a própria sociedade civil para manter a qualidade do folguedo e a alegria dos participantes.


Serviço:
Último Arrastão do Pavulagem

Data: 3 de julho de 2011
Hora: A partir das 9h
Concentração: Praça dos Estivadores, rua Boulevard Castilhos França, esquina com a avenida Presidente Vargas.

Contato: Yorranna Oliveira – Assessoria de Imprensa Instituto Arraial do Pavulagem: 091-8401-8286 / Marcelo Damaso – Assessoria de Imprensa da Conexão Vivo Pará – 091-8338-1555


Fontes:
Marcos Quinan por e-mail
www.arraialdopavulagem.com.br

CHAPÉUS FANTASMAS POR NENDO





O estúdio de design japonês Nendo projetou uma exposição de chapéus para a primeira grande retrospectiva japonesa, da designer internacionalmente conhecida Akio Hirata, em seus setenta anos de trabalho.

Para o espaço de exposição, os chapéus Hirata se destacam, produzidos com cuidado artesanal, flutuam e transmitem um visual atrativo, como fantasmas ou conchas reais expostas.

Inundado com cerca de 4000 destes “chapéus fantasmas”, como se envolto em uma nuvem, o espaço de exposição convida os visitantes suavemente para entrarem no ambiente


Fonte:
Mais Arquitetura

V FESTIVAL INTERNACIONAL DE POESIA DE DOIS CÓRREGOS - SP


Dois Córregos recebe o V Festival Internacional de Poesia
Palestras e oficinas fazem parte do evento que neste ano traz Doutores da Alegria e Marina Colasanti, entre outros poetas
nacionais e internacionais
A capital brasileira da poesia vai abrigar nos dias 1, 2 e 3 de julho o V Festival Internacional de Poesia. O evento acontece em Dois Córregos desde 2007 e foi idealizado pelo poeta e empresário, José Eduardo Mendes Camargo.

Com o tema “Poesia, a arte do encontro”, o Festival tem como objetivo disseminar a criação poética entre a população em geral. O evento é gratuito e destinado a poetas, escritores, educadores, estudantes e pessoas interessadas no assunto.
Neste ano o evento será aberto pelos Doutores da Alegria que desde a década de 90 trabalham em conjunto com profissionais de saúde para auxiliar na rápida recuperação de crianças hospitalizadas. O grupo apresentará a palestra/espetáculo “Profissão Palhaço”. A programação também inclui a participação de importantes poetas nacionais e estrangeiros, como Paula Wenke, responsável pela criação do Teatro dos Sentidos, que se baseia em técnicas de encenação para uma plateia de deficientes visuais e/ou pessoas com os olhos vendados, adaptando textos com o intuito de provocar o tato, olfato, audição e paladar. Através da palestra “Poesia Multimídia”, Paula apresentará seu livro Zoom in Zoom out, onde faz a poesia extrapolar o verso.

Entre os palestrantes estão os poetas Paulo Netho e José Ricardo Grilo este se apresentando com o músico Adriano Dirribeira; a secretária de educação de Dois Córregos, Rosa Laura Garcia Calacina; o poeta, ensaísta e cronista Affonso Romano de Sant´Anna; a escritora, jornalista e pintora Marina Colasanti; a poetisa, cronista, tradutora e compositora Flora Figueiredo; o escritor e poeta Luiz Coronel; o poeta Saldanha Legendre, além dos poetas Carlos Vásquez Tamayo, da Colômbia, Alfredo Fressia, do Uruguai e a poetisa portuguesa, Ana Vieira.

A íntima ligação de Dois Córregos com as palavras, e sua vocação para disseminar a literatura, surgiu há 16 anos. Em 1995, José Eduardo Mendes Camargo, que se descobriu poeta na maturidade, criou o Instituto Usina de Sonhos, entidade sem fins lucrativos reconhecida pela UNESCO (Órgão das Nações Unidas para o Desenvolvimento da Cultura) e referendada pelo Ministério da Cultura (MinC), que tem como missão inserir o ser humano desde a infância, nas várias formas de linguagem, em especial, a poética.
O evento acontece de 1 a 3 de julho, no Hotel Estância Santa Paula, localizado na avenida Gofredo Schilini, s/n, em Dois Córregos.
O V Festival Internacional de Poesia é um projeto realizado com o apoio do Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural 2010 (ProAc)



Recebi e repasso a você querido leitor. Muito honrada pelo Convite VIP e agradecida aos organizadores do evento.

Para mais detalhes, clique "AQUI"

quarta-feira, 29 de junho de 2011

SESC BOULEVARD - SHOW "MINHAS MUSAS"


O pianista Paulo José Campos de Melo apresentará o show intitulado “Minhas Musas” e dividirá o palco com Andréa Pinheiro, Alba Maria, Patrícia Rabelo e Maria Lídia. As cantoras, que fazem parte com mais freqüência das apresentações de música popular com o pianista na cena de Belém, apresentarão um repertório internacional, passando pelo regional até a nossa MPB. 19h e gratuito!


Fonte:
Andréa Pinheiro por e-mail

AVALOKITESVARA - BODHISATTVA


Bodisattva é um termo do budismo que significa duas coisas diferentes. Num sentido específico, refere-se aos seres de sabedoria elevada, que seguem uma prática espiritual que visa remover obstáculos e beneficiar todos os demais seres sencientes. O outro significado para bodisattva refere-se a todas as forças de pureza dentro da mente. Na tradição Mahayana e Vajrayāna, há todo um panteão de bodisattvas, personificações das forças dentro de nossas mentes. A expressão significa, em tradução literal do sânscrito, "ser (sattva) de sabedoria (bodhi)".


Entre os Bodhisattvas, é Avalokitesvara, que tem o maior número de formas e é talvez o mais venerado e mais popular divindade budista. Seu sexo, originalmente masculina, às vezes é considerada feminina na China e no Japão, embora essa discriminação não é suportada por nenhum texto canônico. E foi muitas vezes considerado na China e no Japão como a "mãe da raça humana" e, a este respeito, adorado na forma de uma mulher.

Avalokitesvara é conhecida desde muito cedo no desenvolvimento das doutrinas Mahayana e, até o Budismo desapareceu da Índia, apreciou grande favor lá. Seu culto passou da Índia para o Sudeste da Ásia e Java, onde ele encontrou-se com grande sucesso, e também no Nepal, Tibet (onde chegou com o Budismo e onde o rei Srong-btsan Sgam-po, 519-650, foi considerado sua encarnação), e na China, de onde ele foi para a Coréia e Japão. Todos estes países imaginava em diferentes formas de acordo com o próprio temperamento e da espiritualidade.


OM MANI PADME HUM

Tradução: Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus. (O Lótus é o chakra).
Significa - Recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa.

Fazer o som de cada silaba portanto, é alinhar a si mesmo com aquela qualidade espiritual particular e para se identificar com isto.
Existe também um grande numero de outros beneficio que resultam da repetição deste mantra, incluindo a produção do mérito e destruição do carma negativo.

O significado de cada sílaba:
OM - A primeira silaba, recitá-la o abençoa para atingir a perfeição na pratica da generosidade.
MA - Ajuda a aperfeiçoar a pratica da ética pura.
NI - Ajuda a atingir a perfeição na pratica da tolerância e paciência.
PAD - Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da perseverança.
ME - Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da concentração.
HUM - Ajuda na conquista da perfeição na pratica da sabedoria.

A senda das seis perfeições é a senda de todos os budas. Cada uma das seis silabas elimina um dos venenos da consciência humana.
OM - Dissolve o orgulho
MA - Liberta do ciúme e da luxuria.
NI - Consome a paixão e os desejos
PAD - Elimina a estupidez e danos.
ME - Liberta da pobreza e possessividade.
HUM - Consome a agressão e o ódio.


Fontes:
Budha Darma
Education Association&Budhanet

Wikipédia
Além do Segredo - Frase mágica budista

terça-feira, 28 de junho de 2011

ANTOLOGIA DO POETAS DEL MUNDO CHILE


Luis Arias Manzo, convoca a todos os participantes do site a publicar suas poesias.

Leia mais "AQUI"

segunda-feira, 27 de junho de 2011

CAPACITAÇÃO PRO ROCK


Clique na foto para maiores detalhes


Fonte:
Nicolau Amador via Orkut

CARIMBOLADA 2011


CARIMBOLADA 2011


Atrações

Curimbó de Bolso
Pedrinho Callado e Banda
Nazaré Pereira

Participação especial

Ronaldo Silva (Arraial do Pavulagem)
Allan Carvalho (Quaderna)


Serviço:

Hora:12:00 - 18:00
sábado, 2 de julho
Localização
BAR PALAFITA (Cidade Velha)

Quanto?
Só R$ 10,00, com meia para estudante.

Venha carimbolar você também!


Fonte:
Marco de Almeida Campelo via Facebook

domingo, 26 de junho de 2011

LÍGIA SAAVEDRA - "PECO A DEUS - A PROFANA POSSE"


PECO A DEUS - "A PROFANA POSSE”

I
Peco a Deus

Na entrega que desvaira o meu ser
no amor que ilude a minha eloquência
no desejo que abala o meu corpo
no prazer que extingue toda a inocência


II
Peco a Deus

Por um amar mais que a mim
Por espreitar o teu sono
não desculpar desacertos
Agir como teu dono


III
Peco a Deus

Por seguir à tua sombra
Querer morrer de amor
desvendar os teus segredos
provocando encontro e dor


IV
Peço a Deus

Devolva-me a diafaneidade
Ensina-me o “me amar”
Transforma-me a realidade
Perdão, por esse pecar!



LÍGIA SAAVEDRA


Imagem
br.olhares.com

"TERRUÁ PARA" - UM TREMENDO SUCESSO


A música paraense encantou o Ibirapuera

Foi de arrepiar o espetáculo que nossos artistas proporcionaram aos paulistas e a todos os brasileiros que assistiram pela TV ou pela Internet o Terruá Pará, só comprovando a qualidade musical de nossos músicos, maestros e cantores(as).

Parabéns, à todos da produção ao palco!


Foram quarenta e cinco artistas que lá estiveram entre eles, Gaby Amarantos, Edilson Moreno, Charme do Choro, Dona Onete, Sebastião Tapajós, Pio Lobato, Solano, Felipe e Manoel Cordeiro, Orquestra Juvenil de Violoncelistas da Amazônia, Paulo André Barata, Gang do Eletro, Carimbó Uirapuru de Marapanim e ainda as cantoras Lia Sophia e Luê Soares.

Acompanhados da banda base formada por Luiz Pardal (maestro e arranjador), Félix Robatto (guitarra), Pio Lobato (guitarra e banjo), Adriano Sousa (bateria), Calibre (baixo), Esdras Souza (saxofone) e Trio Manari (percussão).

Os produtores Carlos Eduardo Miranda e Cyz Zamorano foram os responsáveis pela direção artística do show.

Na verdade, estamos todos de parabéns pois fomos muito bem representados.

"TROPICAL SPLASH" O PRIMEIRO CD DO COPACABANA CLUB


Copacabana Club lança seu primeiro disco


Sobre a Banda:
Copacabana Club é uma banda alternativa formada em junho de 2007 na cidade de Curitiba, Paraná. A banda mistura o indie rock, música eletrônica e new wave com toques de punk e bossa nova. Todas as canções da banda são em inglês.

A banda possui vinhetas e um blog na MTV Brasil, e a canção "Just Do It" é trilha sonora de um comercial da Fox. A música está também na abertura do reality show Nós 3, do Multishow. A banda foi indicada ao prêmio de "Artista Revelação" no Video Music Brasil 2009.

Em 2010, a banda se apresentou no South by Southwest, festival realizado no Texas, Estados Unidos. Em 23 de abril, abriu o show de Moby no Credicard Hall, em São Paulo.


Assista um vídeo do Copacabana Club:



Fontes:
You Tube
Wikipédia
Imagem:
vimeo.com

O QUE VOCÊ VÊ?


Balance a cabeça


Fonte:
HipeScience

sábado, 25 de junho de 2011

JAAK BOSMANS - POEMAGEM





Jaak Bosmans foi eleito "Colaborador de Ouro" e tem várias publicações em nosso Blog

ADEUS, PETER FALK!


O ator Peter Falk morreu na última madrugada em Beverly Hills, no estado americano da Califórnia, aos 83 anos, informaram nesta sexta-feira seus familiares à emissora de rádio local "KNX-1070".
Ainda não foi divulgada a causa da morte, mas sabe-se que o artista sofria de demência senil há anos.

Falk ganhou quatro prêmios Emmy por interpretar o célebre detetive Columbo, e recebeu indicações ao Oscar em 1961 e 1962 por seu papel coadjuvante nos filmes "Murder, Inc." e "Pocketful of Miracles".

Também concorreu dez vezes ao Globo de Ouro por sua atuação na série "Columbo", prêmio que ganhou em 1973.
Entre seus personagens mais memoráveis no cinema estão os de filmes como "Uma Mulher sob Influência" (1974), "Asas do desejo" (1987) e "A Princesa Prometida" (1987).

Leia mais "AQUI"

Assista um vídeo com o tema de Columbo e mais fotos de Peter Falk:




Fontes:
Yahoo Notícias
Imagem:
doctorpundit.com
You Tube

sexta-feira, 24 de junho de 2011

PROJETO ZONA CULTURAL - CONVITE





Fonte:
Claudio Cardoso via Orkut

PARA CRIANÇAS DE 7 AOS 12 ANOS - FÉRIAS NO MUSEU DE ARTE DE BELÉM


Julho é mês de férias escolares, quando é sinônimo de viagem para algumas crianças, pode ser sinônimo de tédio para outras que ficam o dia inteiro em casa, por diversos motivos, entre eles a indisponibilidade dos pais para viajar.

Foi para atender a necessidade desse público infanto-juvenil que o Museu de Arte de Belém, há 16 anos, realiza o projeto Férias no MABE na primeira quinzena de julho.

O referido projeto já faz parte do calendário anual do MABE e da sociedade belenense, e por essa razão a Gerência da Ação Educativa vem apresentar a programação do Férias no MABE deste ano.

1. Período de inscrição:
De 27 de junho a 01 de julho de 2011.

2. Público alvo:
Crianças de 07 a 12 anos.

3. Local e período de realização:
Museu de Arte de Belém, no período de 04 a 15 de julho de 2011, das 09:00 às 12:00 hs.

Confira a programação das oficinas "AQUI"

Aguardamos vocês!!

Fonte:
Museu de Arte de Belém

quinta-feira, 23 de junho de 2011

CARTOON DO BIRATAN


OBJETO ESTRANHO


Biratan foi eleito "Colaborador de Ouro" e tem várias publicações em nosso Blog.

"A MENINA E A FOFOLETE AZUL" LANÇAMENTO


Recebi e repasso o gentil convite de Bella Pinto para o lançamento de seu livro "A Menina e a Fofolete Azul"

Sobre a autora:
Bella Pinto é uma escritora paraense de Óbidos, com nove livros já publicados entre eles "Um Menino da Amazônia", "Uerê, O Pequeno Guerreiro Pauxis", "Amazônia Patrimônio Nosso de Cada Dia", "O Rapto do Curumim", "A Jóia do Pescador Aprendiz", "A Menina e A Fofolete Azul" e "Um Anjo Que Por Aqui Passou".

Serviço:
Lançamento do Livro "A Menina e a Fofolete Azul"

Data: 28 de junho
Hora: A partir das 16:00h
Local: Praça da Visão no Pátio Belém

"Conto com sua presença. Leve crianças. Vamos formar leitores!"

Abraços

Bella Pinto

quarta-feira, 22 de junho de 2011

NICOLAU MAQUIAVEL - PENSADOR ITALIANO


"o rei deve ter a astúcia da raposa e a coragem do leão e ser dissimulado, se a segurança do Estado exigir. O soberano precisa eliminar toda ameaça, preferindo ser temido do que amado."

"O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta."

"Quando um homem é bom amigo, também tem amigos bons."

"Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão!"

"Não há nada mais certo que nossos próprios erros. Vale mais fazer e arrepender, que não fazer e arrepender"

"Eu creio que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster das ameaças verbais ou insultos."

Sobre o autor:
Nicolau Maquiavel (em italiano Niccolò Machiavelli; Florença, 3 de maio de 1469 — Florença, 21 de junho de 1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento. É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pelo fato de haver escrito sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser. Os recentes estudos do autor e da sua obra admitem que seu pensamento foi mal interpretado historicamente. Desde as primeiras críticas, feitas postumamente por um cardeal inglês, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjetivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia.


Fontes:
Wikipédia
O Pensador
Imagem:
O portal da História

terça-feira, 21 de junho de 2011

"DEUS", PARA O ÍNDIO


O primeiro ser humano (Ñanderu Arandu)*

"Ele é como o Adão do mito hebreu da criação,
o ser humano que sente o tempo."


POEMA DA CRIAÇÃO -(fragmentos)

A primeira manhã,(Ñanderu Arandu)*
Como uma garça ferindo com suas asas a pedra
Amanheceu voando sobre o mundo
Desde a noite antiga até os ombros
Do Grande Pai.

Ñanderuvusú passou a mão
Sobre a plumagem branca da claridade
E cobrindo o rosto
Com a espuma nascente da primeira manhã,
Chamou a seu lado o Homem,
O primeiro Homem, o Avô.

Ñanderú Mba’é Kua’á,
Ñanderú-Arandú
Oíma Ñanderuvusú-ndie.*

* (Nosso Pai que tudo sabe
Nosso Pai que sente o tempo
Já está com o Grande Pai).

– Tu que és o primeiro homem,
em ti começa o tempo
e assim como és o princípio,
também és o fim.

– O último homem
terá teu mesmo rosto
tua mesma idade
tua mesma boca cheia de perguntas …

A voz de Ñanderuvusú
Encheu o mundo de grandes suspiros.
Ñanderú-Arandú – o Homem
Que sente o tempo, o primeiro Homem –
Sentiu sob seus dedos deslizar-se
As vértebras suaves de sua idade,
Como uma tênue fera
Que lhe lambia os pés
Comendo-os quase sem sentir
Como a neblina come as pedras.

Subido no galho mais alto da árvore mais alta
Buscava a face de Ñanderuvusú,
Com seus olhos opacos,
Porém só podia ver o grande sol do seu peito
De onde o dia manava aos borbotões
Resplandecentes.

Porque assim como Ñanderuvusú
Só na obscuridade aparece,
Ñanderú-Arandu, filho da claridade,
Só de dia mostra sua presença.

Ñanderuvusú com seu assobio
Chamou aos animais e aos pássaros
Que passaram trotando e voando,
Buscando sua cor, seu próprio grito,
Suas manchas, suas guaridas, suas árvores,
Suas distintas violências.
E, na periferia do mundo,
Vestido em vapores azuis,
O Grande Tigre primitivo
De pele de céu e fogo
Dormitando os mirava passar …

Ñanderú-Arandú, sem poder evitar,
Derramou sua primeira pergunta nas mãos
Do Grande Pai Brilhante:

– Como és, Ñanderuvusú,
Como é teu rosto?

Ñanderuvusú fez então a água,
Não disse nada,
Porém as árvores e as montanhas e as nuvens
Começaram a mirar seu tamanho
Desde o alto até embaixo na água.

Quando Ñanderú-Arandú
Se encontrou com sua imagem
Se pôs a tremer, e tremendo
Mirou nascer a noite,
E no lugar do seu rosto na água,
A lua de olhos verdes e mansos.

Deus cria companheiros e companheiras para cuidar da terra


O poema da criação dos Mbyá-Guarani do Paraguai foi colhido pelo grande pesquisador Leon Cadogan, um autodidata que conhecia a língua guarani e realizou um extraordinário trabalho de coleta da mitologia deste povo. O escritor Augusto Roa Bastos baseou-se no poema original e o reescreveu numa versão livre, mais acessível ao público que não conhece a língua guarani.

1. O Deus criador está presente desde a primeira manhã ancestral, mas não consegue ficar só. Chama para estar ao seu lado, o primeiro ser humano, o avô ou avó de todos nós. Este ser humano é descrito como o ser que sente o tempo. Quer dizer, com a humanidade nasce também o tempo que significa a transitoriedade humana diante da grandiosidade do Criador.

2. A cena seguinte descreve um diálogo. Ao chamar o ser humano à existência como parceiro para cuidar da criação, a primeira ação divina é estabelecer um diálogo com seu parceiro ou sua parceira. Em ti começa o tempo, diz Deus, e o último ser humano terá teu mesmo rosto, tua mesma idade, tua mesma boca cheia de perguntas. Deus não teme as perguntas humanas. Ele até as promove. Deus cria um parceiro que não apenas lhe deve obediência, antes faz desse parceiro um perguntador incansável.

3. As descrições da primeira manhã da criação são de uma beleza insuperável. Quem conhece o amanhecer nas margens das cataratas do Rio Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, território original dos Guarani, parece estar assistindo ao que o poema expressa. O ser humano sente deslizar por entre os seus dedos o tempo que como uma fera lhe lambe os pés como a neblina come as pedras.

4-O dia nasce e a luz resplandece em toda sua força. Observem que o sol não é Deus, mas é como um símbolo de seu peito. O sol, na verdade, esconde a face de Deus do olhar humano. Quando o dia nasce, o primeiro ser humano, filho ou filha da claridade, da luz, sob a vigilância do Grande Tigre Primitivo (símbolo do Perigo, da Morte?), não consegue refrear a sua palavra. E derrama sua primeira pergunta nas mãos do Criador:

5– Como és tu, ó Grande Pai? – Como é o teu rosto?
O Criador não responde. Ao invés disso, ele faz surgir a água, em cuja superfície se espelham as árvores, as montanhas, os animais todos e, enfim, o próprio ser humano. Quando este vê refletida na água – pela primeira vez – a sua imagem, começa a tremer e, tremendo, assiste ao nascer da primeira noite. Para sua alegria, sua imagem se desfaz e em seu lugar aparece outra luz, a lua de olhos verdes e mansos.

Que pode significar para a teologia cristã hoje um poema como este? Seria muito esclarecedor estabelecer um diálogo com os sábios e sábias indígenas para falar da criação e da sustentabilidade desse mundo que nos foi dado.


Fontes:
Copiado do Blog "Mania de História" onde vc poderá encontrar uma belíssima explanação sobre esse tema.
Imagem:
A ARTE DOS LIVRES PENSADORES

segunda-feira, 20 de junho de 2011

PÉROLAS DOS VASQS -


Ao alcance de todos

Aspectos da criação
Homem feliz, o Adão.Tinha a Eva: loura, bela , sensual, os cabelos soltos pelas curvas do corpo a caminhar nua e livre pela floresta. E na floresta, Adão reinava soberano, sem que houvesse um próximo - qualquer próximo - pra cobiçar sua mulher... Pois é, e foi por isso – exatamente por isso - que Adão chamou aquele lugar de Paraíso.

A igualdade feminina
- Entenda, Janete, primeiro o homem pagava tudo, depois as mulheres passaram a dividir as despesas. Hoje, vocês é que têm que pagar tudo.
- Como assim, tá louco?!
- Claro, pra compensar o tempo em que nós é que pagávamos tudo.
- Hum... Sabe quem eu encontrei ontem? O Jorge.
- Tá bom, tá bom, eu pago tudo.

Noticiário barra-pesada
E atenção! O Sine Quan Non acaba de ser fechado. Em seu lugar será aberta uma igreja evangélica.

Tava pensando
A vida é efêmera que nem casamento de celebridade. A diferença é que a celebridade já no dia seguinte reencarna em outro (e depois em outro, em outro e em outro...) e a vida, essa nossa, isso ninguém garante.

Ciência
Uma maçã caiu na cabeça do Newton e ele concebeu a teoria da gravidade. Mas aí veio o Einstein e concebeu a teoria da relatividade e embananou tudo. Agora, quem garante que não foi o Newton que caiu com a cabeça na maçã?


Vasqs foi eleito nosso "Colaborador de Ouro" e tem várias publicações neste Blog


Fonte:
Ostras ao Vento

MAPEAMENTO CULTURAL - CENTUR


A Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves é o órgão responsável pelas ações de fomento e difusão das expressões artísticas e literárias do Estado do Pará. Realiza interação direta com literatos e artistas, preservando e disseminando as informações impressa e oral, proporcionando a consolidação da cultura, respeitando e garantindo as diversas manifestações culturais existentes em cada Região de Integração.
A Diretoria de Leitura e Informação coordena as ações de fomento ao livro e à leitura da centenária Biblioteca Estadual Arthur Vianna, das gerências de Processos Técnicos, de Promoção Editorial, de Promoção da Leitura e da Secretaria Executiva do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Pará, realizando benefícios sócio-culturais indispensáveis à população paraense, quer pela preservação de sua riqueza cultural, quer pela acessibilidade da informação e da leitura a todos os cidadãos.
Neste contexto,solicitamos à vossa senhoria,o encaminhamento de informações no que diz respeito à ações,espaços e grupos culturais em seu município,bem como artistas,CONTADORES DE HISTÓRIA e eventos.Desta forma,alimenteremos com êxito nosso arquivo cultural,fortalecendo cada vez mais nossa integração.

Cordialmente,
Adilena Moreira
Gerente de Promoção da Leitura

Contatos:
3202 4394 / 8370 0620 / 9192 2576

Fonte:
Adilena Souza por e-mail

LANÇAMENTO DO LIVRO "LE MOT JUST" DE ROBERTO AMARAL


No dia 21 de julho acontecerá o lançamento do primeiro romance de Roberto Amaral, "Le Mot Juste" (Orobó Edições, 2011), na Livraria da Vila, em São Paulo-SP.

"Sentiu que seu espírito, instigado pelas gestas inventivas de um ardiloso demiurgo, lhe cobrava não mais a submissão a uma resposta com pendor científico, mas a assunção de uma irreverente reinvenção, característica dos que ousam fazer da linguagem a criação do improvável." Trecho de Le mot juste

Sobre o autor:
Roberto Amaral é de Diamantina, Minas Gerais, Brazil
Escritor. Doutor em Educação (UFG). Professor Adjunto e Diretor da Faculdade de Ciências Humanas da UFVJM. Coordenador do Grupo de Pesquisa "Identidade Narrativa e Formação Humana" (CNPq). Um dos coordenadores do Projeto de Extensão "Cinema Falado". Membro do Grupo de Estudos Interdisciplinares de Literatura e Teoria Literária - Möebius (CNPq). Membro do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Humanas (CNPq). Autor de Paul Ricoeur e as faces da ideologia (Editora da UFG, 2008) e do romance Le mot juste (Orobó Edições, 2011).

Eis aqui o link do blog criado especialmente para postar as resenhas que têm sido feitas sobre a obra, por parte de escritores e escritoras, críticos e críticas de literatura: http://robertopamaral.blogspot.com/

Muito honrada agradeço e repasso o convite aos nossos leitores, desejando sucesso ao evento.

domingo, 19 de junho de 2011

AOS 67 ANOS DE CHICO BUARQUE DE HOLLANDA


"De quem te viu, de quem te ouve, de quem te vê e nunca te esquece"

Mulheres de Atenas, Bárbara's, Luiza's, Ana's e Geni's, assim como eu, que após verem a banda passar nos anos dourados da vida, prestam homenagem a esse grande compositor brasileiro que hoje completa 67 anos. Beatrizes, Terezinha's, Rita's e Iolanda's também fazem côro para Chico, artista que com passar do tempo enriquece cada vez mais a nossa cultura brasileira.

Com açucar e com afeto

"Parabéns! Chico Buarque de Hollanda!"

JACK BOSMANS - POEMAGEM




Jaack Bosmans é nosso "Colaborador de Ouro" e tem várias publicações em nosso Blog.

sábado, 18 de junho de 2011

PEDRINHO CAVALLÉRO GRAVA COM A VELHA GUARDA DA MANGUEIRA


Gente, quanta alegria!
Não é que nosso parceiro e irmão Pedrinho Cavalléro estando no Rio de Janeiro para a gravação de seu Cd "Belém Cheio de Bossa II", gravou um samba com a Velha Guarda da Mangueira a convite de Josimar Monteiro, um paraense radicado há vários anos por lá e que é seu produtor.

Parabéns, grande cantor e compositor paraense, Pedrinho Cavalléro, nos orgulhamos muito de vc, querido!

Sucesso!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

OLIVAR BARRETO - "ESSE RUY É MINHA RUA"


Show de lançamento do CD "Esse Ruy é Minha Rua", de Olivar Barreto, em homenagem ao compositor paraense Ruy Barata (1920-90)

O CD já se encontra à venda em Belém, na Fox Vídeo (Dr. Moraes) e nas Lojas Ná Figueredo

Nesse Cd o cantor Olivar Barreto homenageia o poeta e letrista paraense Ruy Barata (1920-1990). O disco contém tanto canções escritas por Ruy com seu parceiro mais conhecido (o próprio filho, Paulo André Barata), quanto com outros compositores como Edyr Proença, Galdino Penna, Saint-Clair du Baixo, Paes Loureiro, Kzam Gama e De Campos Ribeiro.

Sobre o cantor:
Olivar Barreto, intérprete paraense que viveu na França por vários anos e começou sua carreira ainda criança e começou uma pesquisa que dura até hoje, sobre a musica popular brasileira. Em 1988 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde estudou canto na Pro Arte; trabalhou com produção de espetaculos no circo voador e fez participaçoes cantando na orquestra Cuba Libre do maestro Raul de Barros, entre outras. Em 1993 retornou a Belem onde se dedica prioritariamente a cantar divulgando os frutos dessa pesquisa musical também com participação em varios CDs tanto de novos compositores como de festivais e coletâneas.

Participou de varios festivais no estado do Pará e em varios outros estados onde, por exemplo, ganhou o premio de melhor interprete no Festival de Alegre em 1999. Em 2002 grava seu primeiro CD, "Olivar Barreto". Morou na França (desde 2003) aonde se apresentava em diversas casas noturnas divulgando a nossa musica brasileira.


Assista um vídeo de Olivar Barreto:



Serviço:
Show "Esse Ruy é Minha Rua" com Olivar Barreto

Data: quarta, 29 de junho
Hora: 20:00
Localização; Teatro Margarida Schivazappa


Fontes:
Fabio Gomes via Facebook
Som do Norte
My Space
You Tube

quinta-feira, 16 de junho de 2011

PAIXÃO DE BOI FAZ A FESTA EM BELÉM


A tradição de bois, quadrilhas de trovadores, cordões e grupos de carimbó marcam presença no projeto Paixão do Boi, que tem início a partir de 15 de junho na Estação das Docas, Pier da Casa das Onze Janelas e no anfiteatro da Estação Gasômetro (no Parque da Residência). O projeto, realização do Governo do Esatdo através da Secretaria de Cultura (Secult), segue até 26 de junho. A abertura da programação tem início no anfiteatro da Estação Gasômetro, às 18h, com o espetáculo “Quadrilha dos Trovadores no Caminho da Rocinha”, dos Palhaçoes Trovadores.

Mais informações "AQUI"

Programe-se:

Dia 15 de Junho – quarta-feira

> Estação Gasômetro – Parque da Residência
18h – anfiteatro: Quadrilha dos Trovadores no Caminho da Rocinha


> Pier da Casa das 11 Janelas
19h - Cordão da oncinha



Dia 16 de Junho – quinta

> Estação das Docas
18h - Grupo folclórico Bolonha
19h - Boi Flor do Campo


> Pier da Casa das 11 Janelas
19h - Boi-Bumbá Luar do Marco


Dia 17 de Junho – sexta

> Estação Gasômetro – Parque da Residência
18h - Carimbó – no Anfiteatro do Gasômetro – grupo Uirapuru de Marapanim


> Estação das Docas
18h - Show de Carimbó (Os Nuaruaques) Ponta de Pedras
19h – Teatro ao Por do Sol: Quadrilha dos trovadores no caminho da Rocinha


> Pier da Casa das Onze janelas
17h - Grupo Teatro Universitário - O Boi do Romeu no Curral da Julieta
19h - Boi Resolvido - Icoaraci
Dia 18 de Junho – sábado

> Estação das Docas
18h - Boi Moleque de Ponta de Pedras


> Pier da Casa das 11 Janelas
19h - Boi Pai da Malhada


Dia 19 de Junho – domingo


> Estação das Docas
17h - Veludinho
19h – Boi Rei da Campina


> Pier da Casa das 11 Janelas
17h – Grupo de Teatro Universitário-“O Boi do Romeu no Curral da Julieta”
19h - Boi Caprichoso


Dia 22 de Junho – quarta-feira


> Estação das Docas
18h – Boi Flor do Guamá


> Pier da casa das Onze janelas
18h – Boi Curumim Tabatinga


Dia 23 de Junho - quinta-feira

> Estação das Docas
19h – Boi Bumbá Vidinho


> Pier da Casa das 11 Janelas
19h – Boi Flor da Juventude – Guamá
Dia 24 de Junho – sexta

> Estação Gasômetro – Parque da Residência
18h - Carimbó Cobra Coral – Luizinho Lins


> Estação das Docas
19h - Grupo Frutos do Pará
20h - Carimbó – Curimbó de Bolso


> Pier da Casa das 11 Janelas
18h - Boi Rosa Branca
18h - Boi Brilha a Noite


Dia 25 de Junho – sábado


> Estação das Docas
18h - Pássaro Sabiá - baia do sol
19h – Boi Estrela D’Alva


> Pier da casa das Onze Janelas
18h – Vaquinha Mimosinha
19h - Boi Garantido


Dia 26 de Junho – domingo


> Estação das Docas
18h - Cordão do Bacu
19h - Boi Rei do Campo


> Pier da casa das Onze Janelas
18h – Boi Maíra


Fonte:
Guiart.com.br

"BOCA DE FERRO" - LUIS CARLOS FRANÇA


No próximo dia 22/06, o belíssimo livro "Boca de Ferro", do saudoso Luiz Carlos França será relançado, a partir das 20h, no bar do Rubão.

BOCA DE FERRO
Boca de ferro em meu coração
Ele fala e anuncia
Fala das dores e também dos amores
Fala das alegrias
Fala dos olhares
Fala das verdades
Fala das coisas belas da cidade
Fala dos momentos que ficaram pra sempre
Fala dos carinhos apaixonados
Fala das coisas que foram ditas no ouvido bem baixinho
Fala das juras e promessas
Fala da sede de amor
Fala da existência sem temor
Fala da paz
Fala dos desejos e prazeres
Fala da musica que o tempo traz
Fala de tudo que me refaz
Que embala sonhos
E faz feliz
(Luis Carlos França)



“A poesia não é sacrilégio
nem privilégio.
A poesia não é dívida
nem dádiva.
É o eterno amor
Entre o poeta e a palavra.”
(Luiz Carlos França)


Ainda hoje presente nas ruas de Belém e do interior do Estado, o boca de ferro, veículo, geralmente um carro ou mesmo uma bicicleta que utiliza caixas amplificadoras para divulgação de produtos no comércio, e que também é conhecido como sonoro, ganha uma finalidade diferente nas mãos de Luis Carlos França: em livro, amplifica a poesia do artista. “É uma alegoria, uma metáfora que eu criei literariamente pra definir meu coração, o motivo maior do meu fazer poético, que é olhar a vida e falar através do coração”, explicava Luis Carlos à época do lançamento do livro em junho de 2010.

O livro foi a última publicação de Luis Carlos França e, também autor de Sangrado Coração de Poeta (2000), Olhar do Dragão (2002) e Poemas de Miriti (2006).

O poeta Luiz Carlos França morreu em 30 de junho de 2010, vinte dias após o lançamento de "Boca de Ferro" de um ataque do coração.


Serviço:
Relançamento do livro "Boca de Ferro" de Luis Carlos França

Data: 22.06
Hora: 20:00h
Local: Bar do Rubão - Travessa Gurupá,312 Cidade Velha - Belém-PA

Fontes:
Luciana Medeiros via FacebooK
Poema Ralo

quarta-feira, 15 de junho de 2011

"TOCA RAUL" - SÉRGIO LEITE NO FUXICO


UMA NOITE MUITO DOIDA!


Nesta quarta esperamos você no Fuxico para Uma Noite Muito Doida, com Sérgio Leite e banda com seu excepcional show TOCA RAUL! Ó uma palhinhahttp://www.youtube.com/watch?v=5KFBPDzGpDI


Fonte:
Geuliana Rufp via Orkut

TRIO LOBITA E O QUARTO ELEMENTO





Fonte:
Andréa Pinheiro por e-mail

terça-feira, 14 de junho de 2011

"WOOD&STOCK SEXO, ORÉGANO E ROCK AND ROLL"


Depois do sucesso da primeira sessão realizada no espaço Benedito Nunes na Livraria Saraiva, o Cine Abunai retorna para alegria dos fãs da sétima arte, da música e, agora, agora dos quadrinhos.

Para dar continuidade ao projeto será realizado no dia 21/06 a exibição do filme “Wood & Stock - Sexo, Orégano e rock’n’Roll”. Animação nacional de Otto Guerra que leva aos quadrinhos os personagens, Wood, Stock, Rê Bordosa entre outros do quadrinhista Angeli, responsável pela clássica revista dos anos 80 “Chiclete com banana”, as telonas. Os personagens vivem a virada de ano de 1972 em uma total imersão ao universo Hippie e seus estereótipos, neuras, brigas e viagens psicodélicas. Um deleite pra quem curte o escracho clássico facilmente reconhecido no traço marcante de Angeli.

A movimentação iniciará às 19:00 horas com a discotecagem de Dj’s da Abunai Produções e convidados para que o público possa se ambientar e descontrair e interagir antes do inicio do filme. Às 19:30 inicia a sessão em si e ao término teremos o debate onde Cláudio Darwich, jornalista, baixista da banda Nó Cego e Fábio Nóvoa jornalista da RBA vão bater um papo sobre cinema, quadrinho e música com a galera.

Serviço:
Hora
terça, 21 de junho · 19:00 - 22:00
Localização
Livraria Saraiva - Espaço Benedito Nunes
Av Visconde de Souza Franco
Belém, Brazil
Criado por

Sobre a Produtora:
A Abunai Produções trabalha com a produção de festas e shows de Rock na cidade desde 2004, Já trouxe bandas conhecidas do cenário independente como Gramofocas, Aditive, Switch Stance, Dead Fish e prepara para o dia 14/08/2011 a vinda do Garage Fuzz (SP). Organiza o Cine Abunai mensalmente como ponto de reflexão da cultura rock e suas variantes.

Contatos:
Fone: (91)3276-2114/ 9183-8883
EMails: abunairecords@yahoo.com.br / abunaiproducoes@gmail.com
Site: http://www.abunaiproducoes.com.br/
Twitter: @abunaiproducoes
Fotolog: http://www.fotolog.com.br/abunai_producoes


Fonte:
Érica Moura via facebook

segunda-feira, 13 de junho de 2011

FERNANDO PESSOA - POETA PORTUGUÊS


"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?"

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena."

"Ver muito lucidamente prejudica o sentir demasiado. E os gregos viam muito lucidamente, por isso pouco sentiam. De aí a sua perfeita execução da obra de arte."

"A arte é a auto-expressão lutando para ser absoluta."

"Toda a poesia - e a canção é uma poesia ajudada - reflecte o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos tristes é alegre e a canção dos povos alegres é triste."

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo."


Sobre o poeta:
O português Fernando António Nogueira Pessoa, mais conhecido como Fernando Pessoa, completaria 123 anos neste 13 de junho de 2011 caso ainda estivesse vivo. Pessoa foi um dos principais poetas da língua portuguesa, ajudando a formar a literatura e o vocabulário de nossa língua.

Nascido em Lisboa, Fernando Pessoa foi criado em Durban, na África do Sul, onde viveu dos 6 anos até os 17. Por lá, aprendeu a língua inglesa, a partir da qual traduziria poemas para o português e criaria grande parte de sua produção artística (segundo a Wikipedia, três de suas quatro obras reconhecidas – 35 Sonnets e English Poems I e II – contra apenas um livro publicado em português – Mensagem – este no ano anterior ao de sua morte).

Mesmo com tanta produção em inglês, sua produção em português não deve ser negligenciada. Na verdade, seus textos em nossa língua estão dispersos pois colaborou com vários meios diferentes, inclusive a Revista Atena, da qual foi diretor. Fernando Pessoa também não se limitou a essas duas línguas, tendo produzido poemas também na língua francesa.

Fernando Pessoa faleceu em Lisboa, sua cidade natal, em 30 de novembro de 1935, aos 47 anos, de cirrose hepática. O Google publicou um doodle nesta data de seu aniversário, em sua homenagem.


Fontes:
Google - Sobre Isso
Pensador.uol.com.br
Imagem:
comendolivros.blogspot.com

domingo, 12 de junho de 2011

SERENATA DE AMOR E POESIA


Recebi o convite de Renato Gusmão e repasso à vcs, queridos leitores.
Programa imperdível.

sábado, 11 de junho de 2011

GRAVAÇÃO DO 2º DVD DA TRILOGIA "SER DO NORTE"


Confira aqui a Chamada da Gravação
do 2º DVD da TRILOGIA (Ser Do Norte) no dia 17 de junho no HANGAR.
TUDO DE BOM
GENTE!(Banda Sayonara via Orkut)

EXPOSIÇÃO "VIDAS, GENTES E OUTROS DESENHOS" DE MACISTE COSTA


É sobre gente que trata a arte de Raimundo Benedito Menezes da Costa, o Maciste Costa. Em seu mais novo trabalho, a exposição “Vidas, Gentes e Outros Desenhos”, o artista plástico reforça essa identidade, mostrando em linhas e traços marcantes a vida que pulsa de sol a sol na Feira do Ver-o-Peso em Belém. A exposição traz recortes do cotidiano dos trabalhadores do mercado, em cenas reconstruídas a lápis e tinta acrílica e que podem ser vistas até o dia 29 de junho, no Espaço Cultural Banco da Amazônia. A entrada é franca.

Sobre o artista:
Maciste Costa é um artista plástico paraense de 46 anos que diz:
“Sempre tive o hábito de retratar, em desenhos, situações inusitadas. Dessa forma passei a ter a capacidade de vislumbrar nas palavras (textos) as imagens, ou o que está muito além delas. Isso passou a ser essencial em minhas ilustrações. Costumo dizer que ilustrar um texto é, sem sombra de dúvida, decodificar a sua alma”, acredita.

Leia mais "Aqui"

Serviço:
Exposição “Vidas, Gentes e Outros Desenhos”, de Maciste Costa

Data: até 29 de junho
Horário: De segunda a sexta, horário comercial.
Local: Espaço Cultural Banco da Amazônia, térreo do Banco da Amazônia, na Avenida Presidente Vargas, nº 800
Entrada Franca


Fonte:
Guiat.com.br

"MEIA NOITE EM PARIS" O MAIS NOVO FILME DE WOODY ALLEN


Sinopse
Uma família viaja a negócios para a capital francesa enquanto um casal descobre um dura realidade diante do sonho de uma vida melhor.

“A vida é barulhenta e complicada”, diz um diálogo da nova comédia romântica Meia-noite em Paris, uma clássica tirada cínica de Woody Allen.
Mas o filme não é mais uma comédia de erros do diretor. Os críticos descrevem seu trabalho mais recente como “agradável!, “um suflê” e “doce”, este último um elogio que seus fãs de longa data talvez achem impróprio.

Título original: (Midnight in Paris)
Lançamento: 2011 (EUA, Espanha)
Direção: Woody Allen
Atores: Rachel McAdams, Michael Sheen, Marion Cotillard, Owen Wilson.
Duração: 100 min
Gênero: Comédia Romântica


Fonte:
Adoro Cinema

sexta-feira, 10 de junho de 2011

BELÉM, CERVEJARIA OFICIAL NO DIA DOS NAMORADOS

ALCYR GUIMARÃES CANTA EM MACAPÁ

PATRICIA PICCININI - ESCULTURAS BIZARRAS








Desconcertante, demente, estranha e bizarra são alguns dos adjetivos usados para definir a arte de Patricia Piccinini. Confira algumas de suas obras e tire você mesmo suas conclusões.

Sobre a artista:
Patricia Piccinini (nascida em 1965, em Freetown , Serra Leoa ) é uma artista australiano e escultora hiperrealista. Sua obra ganhou destaque na Austrália no final de 1990. Em 2003 ela foi selecionada como o artista a representar a Austrália na Bienal de Veneza.


Fontes:
Humanismo y Conectividad
Site da artista
Wikipédia

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com