Ajuruteua

Ajuruteua

sábado, 17 de setembro de 2011

LÍGIA SAAVEDRA - "POÇO ÁVIDO"

"POÇO ÁVIDO


Minha fome de amor
é água de secar o céu
feito chuva de verão
tão grande que
no mar não caberia

Impaciente chama
que arde intensa
como a luz da lua brilha.
na prisão do fogo solitário
das entrelinhas dos
lençóis e no desejo amiúde
exposto na poesia

Carente
como cria desgarrada
oculta
como madre
na clausura
extrema e passiva
convivência minha
do secreto rito
ao abafado grito
com a loucura.


Lígia Saavedra


Imagem:
http://ffotos2.blogs.sapo.pt/tag/seca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com