Ajuruteua

Ajuruteua

sábado, 26 de fevereiro de 2011

ULISSES TAVARES - ESCRITOR


Para esquecer o animal que sou.

Não saio por aí atrás de todas as fêmeas. Transo com a patroa imaginando as outras fêmeas. Na falta destas e daquela, uso a cabeça de cima, onde a minha poderosa libido libera seus instintos primitivos.
Detesto cheirar como animal. Passo desodorante no sovaco, xampus nos cabelos, raspo os pelos do rosto e, se fosse mulher, perfume vaginal. Também recuso cheiros de bípedes humanos dentro de casa: vaporizador nas paredes, pedras sanitárias nos vasos, incensos.

Não pulo na jugular de meu inimigo. Negocio, tergiverso, sorrio. Rosno de raiva escondido no banheiro do escritório.
Morro de vergonha de cair. Isso é coisa de macaco. Meu parente desprezado mas invejado por poder dar cambalhotas a vontade sem ninguém rir ou vaiar.
Não defendo meu território com unhas e dentes. Disfarço, dou golpes baixos, puxo o tapete. Trancas digitais nas portas, câmeras vigiando as visitas, seguranças armados, quarto do pânico, botões de alarme? Ora, tem muitos bichos agressivos soltos do lado de fora.

Raiva pura? Preconceito lavado? Libido à solta e explícita?
Nada disso. Me reprimo, enceno, ator nato, meio canastrão, meio palhaço, mas este é o picadeiro dos bípedes civilizados, assim aprendi, assim faço.
Coçar o saco que coça, catar caquinho no nariz, peidar com vontade, comer meleca?
Só se ninguém estiver vendo. E assim mesmo com remorso e culpa de atos trogloditas.
Olhar um bicho e me reconhecer igual a ele?
Apenas se for meu poodle voltando limpinho do pet shop.
Querer atacar os outros para tirar tudo?
Que coisa incivilizada!
Apenas quero lucrar, produzir, morar em condomínio, poluir em paz, especular na bolsa, corromper e ser corrompido.
Aceitar o momento? Dormir quando não há nada a fazer?
Nem pensar.

Não sou leão na savana. Estou sempre alerta, mesmo quando não ameaçado.
Sou é um bicho que faz tudo para esquecer seu lado animal.

Ulisses Tavares reprime sua vontade de andar de quatro. Coisas de poeta.

P.S: 14 de março é o Dia dos Animais.

Sobre o autor:
Professor, publicitário, marketeiro, jornalista, dramaturgo, compositor, roteirista, ator e sempre poeta.

Fontes:
Ulisses Tavares via e-mail
Twitter de Ulisses Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com