Ajuruteua

Ajuruteua

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

FRUTO DA CRIAÇÃO - LÍGIA SAAVEDRA


FRUTO DA CRIAÇÃO


Nos meus pecados mostro os erros
Que fogem das retas
Mas reconhecendo os defeitos
Retomo o curso, à vida e às metas.

Busco asas, desprezo fórmulas,
E aqui me derramo inteira
Pois penso que poesia não tem cara,
Tem alma.

Pesco anjos. Nunca os caídos.
Culpo aos demônios para exorcizar o mal
E assim os expulso do meu Terceiro Céu
Nessa incessante fuga do Inferno real.

Penso que o mundo nunca se moldará aos egoístas
Esconjurando e condenando vícios.
Sobreviverá ensinando a obediência
E esculpindo santos aos pés da Árvore da Vida.

Toco o meu caminho na partitura do Bem.
A humanidade é roxa e eu...
Bem, eu invento estórias.


LÍGIA SAAVEDRA

Imagem da Internet

Um comentário:

  1. Lígia,


    Amo as tuas histórias inventadas, tão cheias de uma nobre alma!


    Venho sempre aqui!


    Um abraço minha amiga, Marluce

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com