Ajuruteua

Ajuruteua

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

INIQUIDADE


eu sei que as lágrimas
que adornam o teu rosto
são de desgosto
e de quem só sabe amar
pois só recebes
de troco o oposto
e o mau gosto dos que
nada querem dar

que elas sequem
ainda que te doa
pois a canoa
está prestes a afundar
pois o cantar
que esse povo entoa
é um canto a toa
e nunca vai vingar

fosse esse povo
um povo de verdade
a realidade
seria outra trajetória
talvez a glória,
de uma outra sociedade
e não essa desgraça,
iniqüidade tão simplória


by Edimo Ginot


Edimo Ginot por ele mesmo:

Nasci em Goiânia, tenho 55 anos, me fiz paulista desde os sete.
Escrevi alguma coisa com relativo sucesso nos anos 70 e 80. Escrevia Prosa. Sou formado em Jornalismo.
Há cerca de dois, três anos, comecei a escrever poesia.
Como um passatempo.

Fonte:
via e-mail Nato Azevedo

2 comentários:

  1. Lígia querida...
    Que alegria e prazer tê-la em minhas alumiaçoes : )
    Muito obrigado pelo comentário e ohhhh...
    Costumo dizer que qdo a gnt começa a ler o conteúdo de um blog,logo dá pra sentir o quanto a pessoa é especial...Vc é mto mto especial! Fiquei encantada com tamanha sensibilidade e Deus abençoe tanto talento.
    Voltarei sempre e desde já peço sua autorização
    para postar algumas poesias que me tocaram o ♥,
    (se me permitir ,é claro)
    Parabéns...bjo enorme e uma ótima semana !

    ResponderExcluir
  2. Maravilha, Lu! Estou conseguindo realizar o meu sonho e vc já faz parte dele que é a disseminação de Cultura e Arte, pois creio que assim estou contribuindo para o crescimento intelectual de todos nós.

    Também gostaria de publicar alguns de seus post's e saiba que vc está "autorizadíssima".
    Vamos fazendo a nossa parte Lu.

    Muito Obrigada, querida!

    Um bjão

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com