Ajuruteua

Ajuruteua

terça-feira, 6 de abril de 2010

A CULPA É DA MÃE

Será que é verdade?
.
.Os processos psíquicos inconscientes das mães influenciam a maternidade e a relação mãe-filho. A constatação é da psicóloga Eliana Marcello De Felice, que em um estudo exploratório acompanhou doze mães de primeira gestação em diferentes momentos, antes e após o parto. Os resultados indicaram que a saúde mental da mãe atua sobre a experiência emocional da maternidade desde a gestação, oferecendo, segundo a pesquisadora, indicativos da evolução das vivências maternas e do futuro da relação mãe-filho.Em sua tese de doutorado pelo Instituto de Psicologia (IP) da USP, Eliana pretendeu investigar, sem hipóteses pré-concebidas, a evolução dos afetos e vivências em relação à maternidade. Para isso, verificou se havia repetições ou variações de sentimentos e atitudes no desempenho do papel materno e observou a forma como elas afetam a relação mãe-filho e o desenvolvimento da criança.

.
Pensando nisso e após anos de experiencia cheguei a conclusão que realmente, A CULPA É DA MÃE


.
Mãe
Mãe poderosa - filho patético
Mãe passiva - filho aventureiro
Mãe ciumenta - filho inseguro
Mãe carinhosa - filho atencioso
Mãe calada - filho mudo
Mãe faladora - filho desatento
Mãe amiga - filho insatisfeito
Mãe autoritária - filho rebelde
Mãe tranquila - filho obediente
Mãe nervosa - filho depressivo
Mãe presente - filho inteligente
Mãe agressiva - filho violento
Mãe ausente - filho indeciso
Mãe exuberante - filho tímido
Mãe barraqueira - filho envergonhado
Mãe superprotetora - filho imaturo
Mãe espiã - filho mentiroso
Mãe alerta - filho confiante
Mãe
.
.
.
.
.

LÍGIA SAAVEDRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com