Ajuruteua

Ajuruteua

quinta-feira, 8 de abril de 2010

ESTÓLIDO ADEUS



Vou abandonar a vida.
Morrendo prá renascer
no verso
de uma poesia
que fale das flores
que o tempo
brotou
transformando a dor
em bálsamo de alívio.


.
Vou abandonar o amor
Morrendo prá renascer
na alma
de um alguém
que conte estórias
que o tempo
ensinou
transformando a tristeza
em alegre melodia.


.
Vou me abandonar.
Morrendo prá renascer
no éter
de uma memória
que lembre a vida
que o amor
levou
transformando a saudade
em pérolas de inspiração.

.
.LÍGIA SAAVEDRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com