Ajuruteua

Ajuruteua

quarta-feira, 31 de março de 2010

O HOMEM E O TEMPO





Somo watts e passei dos duzentos e vinte, raios já não mais me atingem. Destruo-os.
Minhas antenas captam apenas boas energias enquanto a eletricidade acumulada em meus cabelos brancos me protege do mau tempo e das tempestades.
Mas, não se engane com a calmaria, posso ser tornado ou furacão em torno de uma brisa ou ventania, se quem amo corre perigo.

Como um traço de luz que risca o céu emano faíscas de carinho, amor e proteção acendendo as noites e a vida.

"Sou como a lua que brilha sem brilho ter
como o sol que não só brilha como aquece
como sua luz que entra, clareia e enternece
Como o homem que compreende para viver"

"Venho das nuvens em forma de chuva
ou dos raios em forma de amor
sou o tempo em forma de homem
sou o homem em tempo de poetar"


LÍGIA SAAVEDRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com