Ajuruteua

Ajuruteua

quarta-feira, 5 de maio de 2010

ALGODOAL, MON AMOUR!

ALGODOAL, MON AMOUR!


Algodoal
do céu de estrelas
entre os coqueiros
só os suspiros
só os sussurros.
Je t'adore!

E ali na areia
ficaram as marcas
do que as ondas
contaram ao vento
que mora lá.

Na duna alva
da água escura
dessa princesa
que abençoou
aquele abraço
que virou beijo.

E então teu beijo
sem piedade
foi-se embora
rolando as pedras
que ali nasceram
prá me lembrar.

Que na memória
farol do mar
duna e areia
guarda consigo
um grande amor
em Maiandeua.

Je t'aime, Algodoal!


LÍGIA SAAVEDRA

Um comentário:

  1. Como la suavidad de la fibra del algodón, tus poemas nos vistes con dulzura, dándonos calor y amor.
    Con mi afecto Víctor Manuel Guzmán

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com