Ajuruteua

Ajuruteua

quinta-feira, 17 de março de 2011

ALCYR GUIMARÃES - POSSE


POSSE !!!

É alta madrugada e tua vida se embrulha em cobertas tão tarde assim.
Porque não me encontras ? E imaginas ! qual curvas de rio navegarei ?
Quem me levou perversamente de teu mais apertado abraço? e enfím .
...Com meu coração sem mapas e viajador. em que nuvem pousarei ?

E se a lua cheia , for outra mulher como pensas, imaginante e bonita ?
e nos afaguemos, mais suave ou loucamente, do que tu e eu.
Ah! tomara que o resto desta noite seja rapidamente finita.
E quando vejas o dia te avisou que amanheceu.

Maldita esta dolorida sensação de ciume , espera e procura .
Fazendo por desmedido querer , teu doce coração sangrar.
Então ! que logo a manhã traga a verdade cheia de ternura.
Bendito cansaço do dia , que me obrigou sonolento, em casa solitario ficar.

A.G.


Sobre o poeta:
Alcyr Guimarães Sequeira (Belém do Pará, 29 de agosto de 1951) é um médico, cantor, instrumentista, poeta, compositor e professor brasileiro.

Toca vários instrumentos musicais, tais como viola, violão, teclado e cavaquinho. Leciona na Universidade Federal do Pará e é pesquisador da Organização Mundial da Saúde (Projeto Mefloquina).

Diz, Lígia Saavedra:
Esta é a definição fria da Wikipédia, mas meu amigo e irmão Alcyr é muito mais que isso.
Todos os que o conhecem só tecem mil elogios ao bom homem, ao pai apaixonado,a sua generosidade, a sua humildade, a sua belíssima música, a sua maravilhosa poesia, a sua facilidade e competência em compor uma valsa, um bolero, um samba, um carimbó ou até mesmo uma salsa.
Alguns dizem que ele é um anjo reencarnado e às vezes creio que sim.

Eleito também "Colaborador de Ouro" de nosso Blog de vez em quando estará nos presenteando com sua maravilhosa criação.


Fontes:
Alcyr Guimarães via Facebook
Wikipédia
Google Images
Meu coração

Um comentário:

  1. Recebi este recado de Alcyr e vou deixá-lo aqui para que a emoção desse nosso grande poeta, reviva em nós a cada leitura:


    Alcyr Guimarães publicou no seu Mural.

    Alcyr escreveu:
    "Poeta de uma figa querida !
    Fui na poesia e no Chibé , para tirar alguma lágrima que insistia em derramar de meus olhos quase-velhos e míopes. Ao te ler e enternecido reconhecer mais uma vez, que existem almas perdidas e generosas como a tua. De ti duas coisas preciso a presença e a preença . Me abençoe e me guie por sempre : EU"

    Evoé, querido Alcyr! Te amo, amigo!

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com