Ajuruteua

Ajuruteua

quinta-feira, 3 de março de 2011

JURANDIR BARBOSA - ATRITO


Livro do poeta mineiro Jurandir Barbosa
apresentado pelo antropólogo João Batista de Almeida Costa

Editora Catrumano

R$ 20,00 (frete gratis)a entrega é via CORREIOS por IMPRESSO.

O poeta por ele mesmo:
Jurandir barbosa do pop ao puto. poeta, artista plástico, crítico, roteirista, compositor, agitador cultural e totalmente inquieto. jurandir barbosa filho de dona tereza e pai da ana clara, da maíni, do ítalo, do luã e da pimenta ana victória. jurandir barbosa intolerante com axé, funk, pagode, sertanejo, paulo coelho, lair ribeiro, og mandino e filosofias vãs que não transformam o mundo nem acrescenta nada. o blablabla me cansa.
"salve o mundo! destrua 01 cd de funk e 01 de pagode. destrua mais de 01 e seja 01 herói". poesia tem que cutucar, não falar de amor. se tiver que falar apenas diga te amo e ponto final. poesia tem que cutucar e falar de traumas, de fantasmas, de cores, de dor, de cinema, de rock n roll, de montes claros de minas gerais. de dona tereza. salve manuel bandeira que gozou sem escrever muitas coisas. que escreveu sem gozar. sem o maldito blablabla... ainda não escrevi uma carta para marina lima e não fiz amor com adriana calcanhoto. não olhei o alceu valença e nem beijei o zeca baleiro. renato russo se foi e nem me dei conta. o viadinho toca todos os dias na minha vitrola. não escrevi um poema para winona ryder nem mandei um fax para elba ramalho. preciso mandar algo cutucando o papa e um besteirol bem paulista para o edir macedo. não transei com a minha vizinha debaixo da roseira vermelha e não bati uma punheta no banheiro do cinema. não escrevi um livro mimeografado e nem um hai kai azul. não fui preso em 1978 e nem torturado no dops. meu herói não morou no chile, não foi exilado no paraguai e nunca se filiou aos PTralhas. namorei uma muda linda, não fiz balé com o ditarso e não estive num encontro da juventude socialista. não falo inglês, não falo espanhol e muito menos francês. mas falo a língua humana fluentemente. não fui ao swing e não dividi alexandra. não emprestei adriana e não mudei de sexo. não comprei passagens para a paraíba e goiânia ta sempre presente. bem ou mal mas está. não tenho um pitbul mas encorporo um muito rapidamente. sem média e sem mídia, não babo e não babem. quero uma carona em que não precise descer as cuecas. quero uma moça solta mas que não seja de todos. quero um canto mas que tenha cheiro de sertão. sem teatros e ensaios. vamos fazer amor sem hora e data marcada. sem cheiro etílico e sem gosto de maconha. o meu rivotril não me afasta de mim e não me leva a marte. sem cismas e sem medo. o amor sem receios.

Fontes:
Blog de Jurandir Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com