Ajuruteua

Ajuruteua

sábado, 19 de março de 2011

JORGE ANDRADE - POETA PARAENSE


"ALÉM DOS MUROS"

Tomara que você chegue macia como o vento
e roce o tempo que eu viver sem poesias,
mas fingindo ter voce

Tomara que um de nós quando maduro
fruto pelo chão quando o futuro
souber no escuro, ou mesmo sós,
quando é o trigo e joio da ilusão.

Tomara que essa espera passe calma na janela
e frutifique grão e hera, além dos muros
por sobre os rumos que o meu coração sonhar.

Tomara que amanhã um pouco mais sábios
mais que os lábios dos segredo
mais que o branco dos cabelos
mais que os braços dos abraços
e a gente, sem mais embaraços
queira ainda se abraçar

JORGE ANDRADE


Sobre o poeta:
Jorge Andrade nasceu em Belém do Pará. Formou-se em Letras pela Universidade Federal do Pará, e pós-graduação em Ensino da Literatura na UEPa-UFPa. É compositor-letrista, parceiro de grandes nomes da moderna Música Popular Paraense - MPP, entre os quais Floriano, Pedrinho Cavalléro, Nilson Chaves, Nego Nelson, Gilleno Foinquinos, Ziza Padilha, Ivan Cardoso, Paulo Moura entre outros. Tem músicas gravadas por Andréa Pinheiro, Carla Maués, Leila Chavantes, Nazaré Pereira, Zé Luiz Mazziotti, além de seus próprios parceiros.
Participou de inúmeros festivais com variados parceiros, conquistando diversos prêmios, entre eles: 2° lugar no festival de música de Tatuí, 2004 (considerado o melhor festival do Brasil), 1° lugar no festival de música do Amapá, 2002, 2° lugar no festival de música de Itacoatiara-AM, 1° lugar no festival de Ourém, 2002 e 2° lugar no festival de música da Cultura, Funtelpa, 2003.

Como escritor publicou os livros de poesia: A Face da Rua, Semec, 1989; A Parábola dos Cegos, Secult, 1990; Em Memória da Chuva, prêmio IAP de poesia 2003. A sair: Rumor de Odes e Elegias, I prêmio Bruno de Menezes de poesia da Fumbel, 2003.

Fez experimentações em publicações particulares com pôsteres poéticos, publicando mais de sete exemplares: Entre Palavras I e II, Itinerário, Pausa, Ludo, iludo-me, Meditação sobre o que não é poesia e Inéditos. Alguns de seus poemas foram publicados na Antologia de Poesia do Grão-Pará, realizada pela poetisa Olga Savary.

Aqui o belíssimo poema "Além dos Muros" musicado por Pedrinho Cavalléro, gravado por Lígia Saavedra:



Fontes:
Cultura Pará
You Tube
Images Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com