Ajuruteua

Ajuruteua

segunda-feira, 11 de abril de 2011

LÍGIA SAAVEDRA - "NADA SABES DE MIM, NEM DE SINATRA"

"NADA SABES DE MIM, NEM DE SINATRA"


Não devias então,
ter-se molhado em mim
criando vida do prazer.
Fingindo entoar
o rock dos ingênuos
enquanto a janela balançava
a dor da inocência
que eu não mais queria.

Desvirginada à essência
num embrião abriguei-me irmã do ser
Criatura minha
que comigo nunca o sol dormiu
provocando total desordem
nas tristes nuvens onde deitei.

Aqui, Sinatra sopra em minha voz
a calma que em tudo se espalha
enquanto a loucura adorna a lembrança
"...Strangers in the night, two lonely people..."


LÍGIA SAAVEDRA

Google Images

Um comentário:

  1. Obrigado, Lígia, pela "forcinha" que me deste. Nem sabes quanto me soube bem te sentir "pertinho" de mim naquele momento.
    "...Two lonely people"... será?!...
    Gostei de mais esta Poesia tua e sou verdadeiro fã do teu blog, acredita!...
    Abração, Amiga.
    Volta sempre que queiras.
    A.Rui

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com