Ajuruteua

Ajuruteua

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

ROSANA RODRIGUES - DONA BELÉM


DONA BELÉM

Dona Belém está fazendo aniversário. 395 anos, quem diria... Dona Belém da época da Belle-Époque; a mesma que viu os bondes surgirem, viu os bondes partirem.
Era frequentadora assídua do Grande Hotel, morou na Rua da Paz, foi vizinha da Baillique, curtiu o Largo da Pólvora, viajou no "Presidente Vargas", trilhou nos trens da "Belém Bragança". Foi amiga de Denner, Eneida de Moraes, Dalcídio Jurandir e tantos outros ilustres que Dona Belém se dava tão bem. Essa senhora teve filhos, infinitos netos, bisnetos, tataranetos e por aí adiante.

Dona Belém foi uma das mais elegantes senhoras desse país no século XIX, em seu lar, recebia pessoas de todas as classes sociais, afinal, era ela muito refinada. Na Europa, chamavam-a de "Princesinha do Norte" arquitetos europeus, muitos da Itália, chegavam trazendo na "bagagem" planjamento e obras de arte que seu apaixonado Antônio José de Lemos mandava buscar. O Intendente de Dona Belém, queria vê-la, luxuosa, imponente e bela. Por isso, não poupava esforços e nem dinheiro para ver sua amada cada dia mais linda, despertando inveja naqueles que não a souberam amar.

Dona Belém, gostava de apreciar o carnaval no Largo da Pólvora, e que depois, seus tataranetos a transformaram em praça - Praça da república.
Hoje, Dona Belém está completando mais um ano de vida. Pena que já não esteja mais lúcida para ver as transformações que seus familiares fizeram em sua casa. Os Trens já não existem mais, deram lugar a um trânsito caótico e que se complica a cada dia.
O Hospício, a Casa Cruzeiro, a Fábrica Palmeira, o Grande Hotel, O Cine Palácio - e que Palácio! O Teatro São Cristóvão e até as ruas, tiveram seus nomes trocados, e assim, os netos de seus tataranetos jamais saberão como começou a vida de Dona Belém e de seu grande amor Antônio Lemos, a quem lhe dedicou incondicional amor.

Mas..., estão festejando, e, acredite se quiser; nos mais altos decibéis. Tirando o sono, o sossego e a paz dos amigos de Dona Belém, que lhe querem tão bem.
Receba meu carinho, meu afeto e meus parabéns por mais um ano, minha querida Dona Belém.

12/01/2011
Rosana Rodrigues

Rosana Rodrigues, paraense, locutora, produtora cultural e uma pessoa muito paidégua assim define-se:
Um bicho, um par de borboleta azul em pares paralelos sem ter elos.

Foto:
Uniblog

Um comentário:

  1. Minha flor, obrigada pelo carinho e pela postagem em seu tão cult´[issimo Blog. Bjus amada

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com