Ajuruteua

Ajuruteua

domingo, 25 de julho de 2010

RENATO TORRES


Neste “Dia do Escritor” parabenizo a todos os nossos grandes nomes da Literatura Paraense, dignos de todas as homenagens que possamos fazer.
E, para iluminar ainda mais este dia, deixo com vc uma pequena amostra da maravilhosa poesia de um jovem poeta e escritor, que muito nos orgulha por toda a sua magnífica obra.

SIM

pra entender a luz do dia
uso toda cor, todo retalho
pra corrigir as malfeituras
suco de maçã, abraçar de manhã

abrir os olhos serve pra
firmar o coração, mirar o fundo
se for pra revirar o mundo,
mudo a direção

sou o ouro e a brisa
o estandarte, o vinho
canto pelo caminho
pra viver só é preciso nunca dizer não

pra libertar a maresia
vale rodopiar, tontear os olhos
pra desvendar a tua procura
lembra o que sonhou, conhece a tua dor
idéias novas são pra
clarear a indecisão, cegar o rumo
ter o futuro novamente inteiro em tuas mãos

seja o ouro e a brisa
o estandarte, o vinho
canta pelo caminho
pra viver só é preciso nunca dizer não

deixar levar
abrir-se o tempo
não ser senão
por um momento.

RENATO TORRES


SOBRE O AUTOR:
Renato Torres é músico, escritor, poeta e faz versos como quem lembra. “A crônica do modernismo perdido” foi seu primeiro poema feito num jorro. É um consumidor atento e aprendeu com um grande amigo, o Adolfo Santos, que “os livros te chamam quando chega a hora”, sinal de que muitos livros ainda estão esperando na prateleira de seu quarto.
Aos 17 anos, formou sua primeira banda de rock, a Remis’n’Blue, em seguida a Moonshadow, que era um misto de banda e grupo de artes, depois a banda Jardim Elétrico e banda Boca de Luar. Em 2001 a banda Clepsidra e após 4 anos de pesquisa em música eletrônica e eletroacústica, lança em 2004 o CD “Bem Musical” pelo selo Ná Records.
Renato também cria trilhas sonoras para teatro. É um rapaz de muitos talentos!.

Querem mais sobre a produção de Renato Torres? é só dar uma olhada no blog (http://apaginabranca.blogspot.com/) e no (http://www.overmundo.com.br/).

PARABÉNS, RENATO!

LÍGIA SAAVEDRA

Um comentário:

  1. Neste dia do Escritor nada tal ímpar como Renato Torres, exemplo de amor às palavras, ao belo da vida e à alma dos homens que tem fogo, tem a sensiblilidade de ser sublime, luz, lume...Parabens .Um abraço e minha admiração.

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com