Ajuruteua

Ajuruteua

domingo, 21 de novembro de 2010

MAESTRO PAULINO CHAVES



Recebi de Lucia Maria Chaves Tourinho, neta do Maestro Paulino Chaves e entre emocionada e surpresa com a coincidência, já que meu avô o também Maestro Jerônimo Guedes foi o fundador da Banda Paulino Chaves em Abaetetuba, repasso a todo o povo do Pará, do Brasil e do mundo, o convite para o lançamento dessas duas obras que contam deste magnífico músico que muito nos honrou quando de sua passagem por estas bandas do Norte brasileiro

Sobre Paulino Chaves:
Paulino Chaves nasceu em Natal/RN e em 26/06/1883, com quatro meses, seguiu com sua família para Belém/PA, onde seu pai, o desembargador Ernesto Adolpho de Vasconcellos Chaves (Carolina Lins Chaves, sua mãe) fôra designado.

Iniciou seus estudos de música com a mãe e a Professora Idalina França, em Belém/PA. Em juventude compôs muitas valsas, schottisches, quadrilhas e pequenos ensaios de óperas.

Esteve duas vezes à Leipzig: de 1899 à 1902 e depois de 1913 à 1914. Seus professores foram: Robert Teichmueller (piano); Salomon Jadassohn (harmonia, contra-ponto e fuga) e por indicação deste, Paul Quasdorf.

Paulino Chaves foi um romântico com influência de vários compositores europeus. Introduziu no Pará a regência moderna com os conhecimentos adquiridos com Arthur Nikish.

Veio pela primeira vez ao Rio de Janeiro em junho de 1908, dando aqui seu primeiro concerto no dia 3 de agosto do mesmo ano, abrindo o programa da "Exposição Nacional", com o "1º "Concerto em Mi Bemol", de Franz Lizst, regido por Alberto Nepomuceno.

Neste ano, excurciona por várias cidades (Natal, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro) se apresentando como solista e regente.

Transfere-se em 1910 para Manaus/AM.

Em 1914, cria o que poder-se-ia chamar de a primeira escola pianística paraense, uma espécie de curso preparatório para aqueles pianistas que queriam seguir para cidade de Leipzig, Alemanha.

Trabalhou a técnica do "Coro Orfeônico" nas suas atividades de professor nas escolas de Belém e Manaus e o "Coral Sacro" na direção do "Coro de Santa Cecília" que se originou do grupo "Canto Coral Paulino Chaves" fundado em 1916.

Em 1915, cria e dirige o "Centro Musical Paraense".

Em 1918, funda o "Quarteto Beethoven" difundindo a música de câmera.

É notável sua preferência pela grande orquestra pois quase todas as suas composições para piano, piano e canto, eram transcritas para orquestra.

Em setembro de 1927, Paulino Chaves mudou-se para o sudeste do Brasil.

Compôs na maturidade peças para piano, estudos, peças didáticas, canções, valsas, hinos, músicas sacras, quartetos de cordas, incluindo uma sinfonia e uma missa.

Fontes:
Presto Editoração de Partituras
Lucia Maria Chaves Tourinho via e-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com