Ajuruteua

Ajuruteua

domingo, 5 de setembro de 2010

DERNIER AU REVOIR - O ÚLTIMO ADEUS




DERNIER AU REVOIR
O ÚLTIMO ADEUS

Sepulto un ciel bleu
Sepulto num céu azul

sans étoiles
sem estrelas

la lueur de l'amour
o brilho do amor

J'ai rêvé
que sonhei

doublé
revestido

en feuilles
em lençóis

nuage de cendres
de nuvens cinzas

que les larmes
como as lágrima

pleut
que chovem

de mon
de minhas

souvenirs.
lembranças.

Ray de coupe
Raios cortando

nuit
a noite

Je vous ai perdu.
que te perdi.


LÍGIA SAAVEDRA


Traduzido por Pierre Leblét

Um comentário:

  1. Lígia querida...
    Com sua permissão, esse poema já está postado rs...Ameeeei !!
    bjão,até.

    ResponderExcluir

COPIE E LEVE COM VOCÊ O NOSSO BLOG E A COR DO AÇAÍ.

BannerFans.com

Recado

Paixaoeamor.com